Instituto Nacional de Prevenção de Acidentes com Raios
 Proteção Eletroestática  -  Diversas  Materias Jornalisticas

 

Instituto Nacional de Prevenção de Acidentes com Raios
Galeria de Fotos de Raios

 Apoio -  www.PARA-RAIOS.com.br

Produtos e Serviços
Consultoria
Loja Virtual
Principais Clientes
Portifolio
Dicas

 

 

 

 

Matéria 49 - Fonte: Hoje em dia - Minas Gerais - 29/01/2001

 

Sistema de proteção também em casa

 

O perigo do raio não é só quando atinge a rede elétrica ou de telefonia. Por isso os prédios residenciais e comerciais, na maior parte das vezes conta com um sistema de proteção contra as descargas elétricas. Um dos tipo de pára-raios utilizados em residências é o tipo haste, que oferece proteção para edificação dentro de um determinado ângulo, cuja vértice está no topo da haste protetora. O que estiver dentro deste espaço estará protegido.

Entretanto, esse método não se aplica a todo tipo de construção. Assim, de acordo com a ABNT outros métodos devem ser utilizados. Entre estes, pode-se destacar o eletromagnéstimo, malha ou gaiola de Faraday. Nas construções com altura superior a 60 metros deve-se usar somente esse último método. Para as antenas instaladas sobre edifícações a recomendação é o aterramento do suporte ou do ponto de fixação de forma adequada. Quando ela não estiver localizada sobre o prédio, são necessários cuidados especiais, como aterramento adicional e instalação de blindagem.

Já com relação às cercas a recomendação é que sejam isoladas das edificações e aterradas nesses pontos. Em locais de circulação de pessoas e animais elas devem ser seccionadas e aterradas em intervalos regulares. A mesma recomendação é feita com relação aos varais metálicos longos ou que estejam em contato com as casas.

Além dessas precauções, quando estiver em casa durante tempestade, as pessoas devem evitar ficar nas janelas, mesmo em prédios, para evitar levar choque, em função de uma sobrecarga vinda de outro local. E, quando se for pego de surpresa na rua ou no campo, evite esconder, durante as tempestades, debaixo de árvores. Elas funcionam como pára-raios e quem pretende se proteger sob elas, na realidade, está se pondo em risco.

Protegendo rede e consumidores

A Cemig tem procurado adequar suas instalações elétricas à realidade ambiental mineira. Segundo o engenheiro eletricista José Vicente Pereira Duarte, do Dep. de Engenharia de Proteção e Instalações de Distribuição, ao mesmo tempo em que a empresa atua na proteção do consumidor.

Segundo ele, apesar de haver diferenças na incidência de raios nas várias regiões mineiras, os critérios de proteção adotados pela empresa valem para todo o Estado. Assim, todos os transformadores instalados ao longo das redes de distribuição- sejam redes urbanas sejam rurais- são dotados de pára-raios, nos quais são utilizadas as tecnologias mais avançadas.

Assim, o "coração do equipamento de óxido de zinco, um material cerâmico, que garante mais resistência. Esse material é revestido por um polimérico - espécie de borracha que é mais seguro que a porcelana. Esta quando vai envelhecendo, contou o engenheiro, tende a explodir provocando acidentes. Através desse mecanismo, a sobretensão é escoada para a terra. Entretanto, ele admitiu que, por várias razões, nas medidas de proteção adotadas pela Cemig não são capazes de garantir a real proteção do consumidor. Entre as razões ele aponta o fato de não ser a rede elétrica o único condutor da sobretensão para a residência. Linhas telefôncias, antenas de televisão, cercas de arames, entre outros podem funcionar como condutores. Além disso, as próprias condições de aterramento das casas e a fiação interna podem contribuir para aumentar os riscos.Diante disso a sugestão dele é no sentido de que as pessoas procurem dotar suas moradias ou os principais equipamentos de protetores contra tensões, que podem ser instalados junto ao quadro geral ou na tomada do equipamento.

  Aqui voce retorna a  Pagina Principal

Apoio: www.PARA-RAIOS.com.br
 

| home | produtos e serviços | consultoria | loja virtual | principais clientes | portifólio |
leis vigentes no país
| multas e responsabilidades | órgãos fiscalizadores | normas técnicas | dicas | curiosidades | assessoria de imprensa |